domingo, 22 de maio de 2016

De volta! Eu mudei...

                          


 

Depois de um breve período ausente, reapareci. Esperei estar inteiramente recuperada até voltar a fotografar, registrar como anda a vida e compartilhar minhas conquistas no mundo das costuras. 

Dessa vez, escrevo de longe. Estou em um novo quarto de costura, uma nova casa e um novo país. Com tanta novidade eu precisava mesmo de um tempo até a poeira baixar e eu me sentir suficientemente confortável para estar aqui. 

Muita coisa aconteceu desde novembro de 2015. Eu e minha amada família embarcamos numa grande aventura que exigiu trabalho, desapegos (do sol, louças e tecidos ao emprego) e coragem de enfrentar mudanças internas e externas. Mudanças assustam. Não são fáceis. Eu sempre tinha morado em Brasília e apesar de acumular milhagens mundo afora, nunca tinha arrumado as malas para viver em outro país. Quer dizer, mais nova tive as abençoadas oportunidades_ graças aos meus pais_ de estudar nos Estados Unidos e na França. Mas, morar pra valer, alugar casa, fazer supermercado, cancelar assinatura de jornal e trocar endereços foi a primeira vez.

Chegamos 2 dias depois do Natal. Meio mundo comemorando reveillon e a gente cheio de dúvidas e ansiedade em um quarto de hotel. Num inverno pra lá de rigoroso, vivemos uma sinergia familiar deliciosa. Eu, Juliano, Lucas e Alice dividimos com calma, pensamento positivo e amor cada minuto dessa fase. Uma semana depois de aterrissar no aeroporto de Washington DC, já estávamos na nossa casinha. E olha, quando eu digo casinha, não estou me referindo apenas carinhosamente. Abrimos mão de uma casona super confortável com piscina e jardim para viver nosso american dream numa townhouse _ jeito metido a chique para falar de uma casa geminada de dois quartos.  Pequena, mas muito charmosa! E que nos dá muito orgulho.  

Só agora começamos a sentir uma pontinha de estabilidade. Sabemos onde fica o supermercado, onde cortar o cabelo das crianças, onde ficam os armarinhos e as lojas de tecidos (opa! Informação importante, hein?). Juliano segue firme em busca de notícias e fontes em seu trabalho jornalístico, Lucas fez amigos e está indo bem na escola gringa, Alice ainda chora porque não entende a professora; enquanto eu cumpro meu desafio de aprender a cuidar da casa (assunto para outro dia!), aperfeiçoar meu inglês e me dedicar às minhas eternas pesquisas costurísticas. 

Mudamos de país pela oportunidade de trabalho e também pela chance de oferecer aos nossos filhos um novo olhar sobre o mundo. Hoje vejo que além disso, há ainda a possibilidade de alcançarmos um novo olhar sobre nós mesmos. Afinal, estamos distantes da família, dos amigos, dos colegas de trabalho e dos julgamentos das pessoas que nos amam e daquelas que não gostam da gente também (porque sempre tem, ne?). 

São só 6 meses, mas nesse período já sinto que MUDEI. A luta para que a mudança seja para melhor é diária. E quem disse que seria fácil? 




13 comentários:

  1. Saudades das postagens já te sigo no insta mas gosto muito de ler oque você escreve e ver as fotos sempre muito bonitas. Desejo que sejam imensamente feliz em seu novo lar !
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cida! Tô terminando a próxima! Cheia de fotos e contando como foi a experiencia no meu primeiro retiro de costura.

      Beijo!

      Excluir
  2. Que aventura! Força foco e fé!!! Tudo dará certo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhu! Como diz meu filho Lucas: "Força, Foco, Fé e Faxina". kkkkkkkkk

      Excluir
  3. Não é fácil mas vale muito a pena!! Felicidades na nova vida!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Barbara! Sim, estamos amando a experiência. E eu estou aprendendo e curtindo muito as novidades no mundo da costura e dos crafts. Espero poder compartilhar o que aprender por aqui com vocês!

      Excluir
  4. Lindo texto.
    Que Deus e Maria estejam com você e sua família nessa nova fase.
    Pat Coutinho

    ResponderExcluir
  5. As mudanças são uma renovação para a vida é o espírito. Saiba que tudo dará certo nesta nova fase. Boa sorte e que Deus possa iluminar os caminhos de sua família. Estou esperando novas postagens porque me apaixonei pela suas. Obrigada por nos entregar com algo que tem sido meu refúgio nestes últimos meses. Também estou numa nova e longa jornada mas depois compartilho com vc bjs e boa sorte

    ResponderExcluir
  6. Que linda Historia de amor...amei , mudanças e sempre bom para alma e decobrir coisas novas e oportunidades de viver uma nova historia ,, que Deus abençoe sempre sua vida sua família bjs


    Claudia Muniz

    ResponderExcluir
  7. Que linda Historia de amor...amei , mudanças e sempre bom para alma e decobrir coisas novas e oportunidades de viver uma nova historia ,, que Deus abençoe sempre sua vida sua família bjs


    Claudia Muniz

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Oi Vivi!! Que bom ter suas postagens de volta. Te acompanho no Instagram e amo a forma leve e inspiradora com que escreve. Assim como você amo esse mundo lindo da costura. Mudanças sempre nos traz aprendizados, sejam mudanças boas ou "ruins", no seu caso é uma super mudança com desafios e muitas descobertas!! Desejo o melhor aos seus!!! Beijos.
    Geovana

    ResponderExcluir
  10. Me identifiquei com você primeiro pela costura. E agora pela sua história estamos arrumando as malas para ir morar no eua em abril 2017 ,deixar tudo casa, amigos e seguir rumo ao novo eu meu marido e dois filhos. Compartilhe o que puder e bom saber como é estar ai sentir ae ai , pq aí não dá para voltar rapidinho para abraçar os familiares que fican

    ResponderExcluir

Ei, estou curiosa para saber o que você achou. É só escrever aqui, clicar duas vezes, e postar... Vamos alinhavar este papo?