quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Por uma vida mais doce!

Bolo de churros feito por mim! Receita do site I Could Kill For Desert, da Dani Noce

Sou filha de mãe mineira do interior, prendadíssima nas panelas, capaz de fazer os melhores pães de queijo, a feijoada mais incrível, as rosquinhas mais doces e fofinhas, o bolo sempre no ponto! Infelizmente não herdei esse talento. Mas, desde que tive meus filhos, me esforço para fazer um agrado para eles na cozinha. Ficarei feliz se quando eles crescerem, guardarem na memória ao longo da vida pelo menos algo gostoso feito por mim.
 
O bacana é que eles curtem se aventurar comigo. Juntos, lemos receitas, compramos livros, vemos vídeos no You Tube. Nossa última diversão tem sido assistir o canal da Danielle Noce. Vocês conhecem? Gente! A moça nos deixa de boca aberta! É bonita, mega falante, carismástica, tem cabelo de comercial do Kérastase, usa as roupas mais fofas e ainda cozinha que é uma beleza! Ah! E é super engraçada! Eu e meu filho Lucas, de 8 anos, damos muitas risadas enquanto aprendemos a fazer bolos, biscoitos, docinhos.
 
Virou um programinha nosso! Escolhemos entre os muitos vídeos. Caderninho na mão, Lucas me ajuda a anotar os ingredientes. No dia seguinte, vamos juntos ao supermercado em busca da farinha de trigo, do açúcar de confeiteiro, leite. Daí é uma farra só! Pesamos as medidas indicadas na balança, afinal somos finos! Essa coisa de "uma xícara disso", "um copo daquilo" é para amadores. Hahaha! Vestidos de avental nos sentimos os próprios Ratatouilles.
 
Depois, enquanto a receita assa, aproveitamos para fazer o que mais gostamos. Lucas monta seus intermináveis Legos. Eu costuro a barra de um vestido ou alinhavo uma blusa. Alice, 2 anos, perturba perguntando a cada 5 minutos se já está pronto. A ansiedade tem justificativa: um perfume de bolo quente toma conta da casa e abre o apetite de todos.
 
Por último, vem a alegria por ter encarado mais um desafio e a preocupação se a massa assada vai desgrudar da forma ou não. Hum! Dessa vez deu certo. Hora de forrar a mesa da cozinha, arrumar os pratos e talheres e  chamar a família para degustar. Aqui em casa um bolo não é só um bolo. É bem mais do que isso. Como diz minha musa Dani Noce, tudo "por uma vida mais doce".



6 comentários:

  1. Vivi quero participar das oficinas de costura como faço? Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jun! Não faço mais as oficinas de costura. O ateliê (que funcionava na QI 21 do Lago Sul) não existe mais. Agora só costuro pra mim, para Alice e os amigos. Não consegui conciliar o jornalismo, as crianças e as aulas... Eu e Maíla achamos melhor fechar.

    Beijo grande,
    Vivi

    ResponderExcluir
  3. Deu água na boca!
    Também adoro as receitas de Dani Noce! Ela sabe das coisas de comer! rs
    Bj Vivi!

    ResponderExcluir
  4. Amei seu post! Quase deu para sentir o cheiro do bolo invadindo o meu lar! rsrs Tbm amo fazer bolos para meus filhos pelo mesmo motivo que vc: construir lembranças significativas - aquelas que os acompanharão para sempre e que eles poderão dividir com os filhos deles. Tenho convicção de que são elas que compõem nossa memória afetiva e assim, de alguma forma, nos definem.

    ResponderExcluir
  5. Amei o post! Muito lindo. Muito obrigada <3

    ResponderExcluir

Ei, estou curiosa para saber o que você achou. É só escrever aqui, clicar duas vezes, e postar... Vamos alinhavar este papo?