quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Papel de parede faz uma diferença...

Comecei a gestação dizendo que faria uma decoração bem colorida no quarto da Alice. Mas aí sabe como é, né? Mudei de ideia! Só quero saber de cor de rosa.... Usei a cor Priscilla da Sherwin Williams. Alice vai herdar o quarto do Lucas, que era todo azul.


Pintei só de um lado. Do outro mantive o azul até escolher o papel de parede... Também troquei o lustre anterior por um modelo mais romântico. Aliás, fica a dica: lustres _ por mais simples que sejam_ fazem toda diferença em qualquer ambiente. Paguei 270 reais neste daqui. Foi um bom custo/ benefício. No futuro, posso forrar as cúpulas com um tecido mais alegre.


E enfim, a escolha do papel de parede! Foi a primeira vez que usei papel na minha casa. Tinha muitas dúvidas. Acabei descobrindo que...

1. Papel de parede importado custa muito, muito, muito mais caro do que o nacional. 
Os mostruários importados são mais variados. As estampas são mais criativas. E a diferença mais importante: a qualidade. Os importados são quase emborrachados, por isso podem ser lavados. Já os nacionais exigem um cuidado maior. São bem finos, com um textura de papel mesmo. Para limpar só um paninho úmido e, mesmo assim, com a maior delicadeza para não rasgar.

2. A diferença de preço de uma loja para outra é escandalosa, por isso bata perna e faça orçamento. 
Selecionei os endereços das lojas pela internet, peguei caderninho, caneta e fui à luta. Impressionante! Na primeira loja que eu fui o rolo custava  R$180 e eles cobravam mais R$ 120 pelo serviço. Duas quadras depois.... o mesmíssimo papel custava R$ 120, o rolo, e não havia cobrança pela colagem. Atenção! Esses são os valores do papel nacional! O preço dos importados não variava: R$ 600, o rolo, em qualquer uma das duas. Fiquei com o mais barato mesmo....


3. A colagem é rápida e sem bagunça!
O papel é aplicado com cola branca. Não tem cheiro, não faz poeira e o serviço é bem rápido. Em uma hora o quarto da Alice já estava com esse clima de layout de scrapbooking... 
Assim que os moços terminaram, fiquei um pouco assustada com a quantidade de bolhas. Eles me explicaram que elas desapareceriam no dia seguinte. Dito e feito! Ficou ótimo!


4. Dá para inventar bastante com o papel de parede.
À princípio, pensei em vestir o quarto todo com o papel de parede, mas diante do preço desisti! Sairia muito caro. Além disso, fiquei com medo de enjoar da estampa. Pesquisei em revistas de decoração de bebê e vi que o papel pode ser usado de vários jeitos: da metade para cima da parede ou o contrário, no rodateto ou só uma faixa. Minha amiga Dani usou assim e ficou bem bacana. Fica a sugestão!

A Ruby, do Meu Canto Minha Prosa, tem esse mesmo papel na sala de jantar do apê fofo dela. Dá uma olhada.

13 comentários:

  1. Lindoooo! Ficou muito fofinho essa combinação de papel e o tom rosa escolhido. O cantinho da Alice vai ficar lindo e aconchegante. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. AMEI!!! Adoro papel de parede, Vivi! aliás, adoro essas padronagens, principalmente para fotografar!
    beijo grande, Pat

    ResponderExcluir
  3. Vivi, ficou muito lindo e delicado, a estampa esta super apropriada para um quarto de bebê e não ficou nada enjoativo. Eu tive papel de parede no quarto desde que me entendo por gente e sempre que ficava muito velho ou enjoativo ou quando mudavamos de casa, lá iamos minha mãe e eu escolher novos papeis de parede. Me lembro que quando eu tinha uns 8/9 anos minha mãe resolveu deixar meu quarto todo rosa, para parecer de menina já que a vida toda tinha sido azul, ela comprou um papel lindo com balões e casinhas mas o tom de rosa era meio forte e em pouco tempo ninguem aguentava mais. Resultado, foi-se embora o papel rosa e voltou a ser tudo azul. Atualmente é a primeira vez na vida que não tenho papel de parede no quarto (mas tenho uma parede com tinta azulona), mas as vezes sinto falta, acho que deixa o comodo com outra cara, diferente, divertido, chique ;)

    ResponderExcluir
  4. Está muito lindo. A escolha do papel de parede foi muito bem conseguida.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Que liiiindo Vivi! Ficou super meigo e harmonioso! Com certeza sua princesinha será muito feliz aí!
    bjo querida =)

    ResponderExcluir
  6. Vivi, está ficando lindo o quarto da Alice, adorei o papel de parede, até porque é o mesmo que usei no quarto das minhas pequenas, e no quarto dela na casa da Avó!! Esse papel é lindo!
    Parabéns.
    abs
    Grice

    ResponderExcluir
  7. Amiga, amei a cor do quarto! Quando eu era pequena, o meu era todo rosa e eu adorava. Depois quero ver o resultado final, com bercinho e tudo!!!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Tá foférrimo! Já tô doidinha pra ver a carinha da Alice! Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Coisa linda, Vivi!
    Também estamos com saudades, viu?
    Onde vc comprou esse lustre? Foi aqui em Brasília mesmo?
    Beijos,
    Helena

    ResponderExcluir
  10. Está um charme!!! Ai, ai ... logo, logo a Alice vai estar curtindo tudo isso!! Aí que delícia!!!!

    ResponderExcluir
  11. Tá uma graça o quarto da Alice!
    Essa mamãe tem muito bom gosto.
    Beijão

    ResponderExcluir
  12. Olá Vivi, sou de brasília tb, por gentileza onde vc comprou o papel de parede? tem como me passar o endereço, estou sempre acompanhando seu blog, tudo aqui é muito gostoso e inspirador, sucessos, Deus te abençõe e família, obrigada, bju!!!
    Luzia Aragão
    luzia.aragao@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Vivi.
    Posso usar papel de parede no meu apartamento no litoral? Umidade e maresia é intensa. O pp é resistente? O que vc me indica?

    ResponderExcluir

Ei, estou curiosa para saber o que você achou. É só escrever aqui, clicar duas vezes, e postar... Vamos alinhavar este papo?