sexta-feira, 4 de abril de 2014

Para dormir bem linda!


Meu propósito craft esse ano é dedicar-me à costura de roupas! Sonho com um guarda roupa recheado de peças simples, mas bonitas... feitas por mim. Tenho pesquisado moldes na internet, em livros e em revistas. Nem sempre elas saem mais baratas do que se eu comprasse prontas. Afinal, nossos tecidos andam com preços nas alturas e eu faço questão de comprar material de primeira qualidade. Eu mereço!


Compartilho aqui com vocês minha tentativa de dormir mais bonitinha... com camisolas novas, de algodão, com renda.




Para dar um ar mais profissional, usei reguladores de alças. Encontrei esses, de metal dourado, em um armarinho na cidade da minha mãe, em Buritis, Minas. Achei que ficou um acabamento fino! Beijo, Jogê! Acho que não preciso mais de você! Blééé!




quarta-feira, 26 de março de 2014

Enxoval + lembrancinhas = tudo rosa!


Costurar enxoval é sempre uma tensão! Medo de errar nas cores, nas escolhas dos tecidos e aquela vontade de deixar a mommy very, very, very happy! Eu e a Maíla pensamos bastante antes de recortar cada pedacinho! E assim nasceu o enxoval da Isabel!


 A mamãe Giselly encomendou também as lembrancinhas para entregar às visitas na maternidade. Nós  curtimos mimos que sejam úteis. E quem não gosta de ter um caderninho dentro da bolsa? Se for cor de rosa, então...


Fizemos a tag  usando aquele esquema Ateliê Basile que tanto apreciamos... tudo à mão! Usamos papel de scrapbooking, furador em formato de escalope, carimbos, carimbeira cor de rosa e embalamos com saco de celofane e muitas voltas de barbante!


Minha Alice invadiu a "sessão de fotos" e tirou uma casquinha do patch da Isabel. Pelo jeito, foi aprovado!


terça-feira, 18 de março de 2014

As cadernetas que nos acompanham pela vida


Quando somos crianças temos sempre uma na mochila para copiar o que a professora escreve no quadro. Quando somos adolescentes, temos sempre uma escondido no quarto para anotar as desilusões amorosas. Quando nos tornamos adultas é preciso ter uma na bolsa para as listas do supermercado. Quando viramos mãe não podemos nos esquecer dos horários das mamadas. 


Ter um caderneta por perto é fundamental. Se ela for todinha feita por você, melhor ainda!


quinta-feira, 13 de março de 2014

Sonhos de consumo em NY


Impossível viajar para New York e não pensar em compras. Eu não sou fanática por lojas, não sonho com pechinchas em outlets, mas não perco a chance de conhecer um armarinho por nada na vida!  Comecei, é claro, fazendo uma boa busca no Google. Pá! Que decepção... NY não é uma cidade craft e são raríssimos os comerciantes que se dedicam ao patch. 


Anotei os endereços e lá fui eu... The City Quilter era um dos destinos. A loja é bem grande, tem um estoque variado, muitos moldes e tecidos. Fiquei meio perdida lá dentro sem saber por onde começar. Com o dólar nas alturas, os preços não são tão convidativos. Fui bem seletiva porque decidi que não vou mais acumular materiais em casa. Agora é comprar e usar! Houve um tempo em que não resistia e levava metros e metros que ficavam esperando um tal projeto especial que nunca aparecia! Vocês também são assim?!




E aqui está a parte boa... chegar no hotel e abrir a sacola para namorar as comprinhas: tecido japonês da Hello Kitty, molde Colette para costurar uma blusa, molde para fazer um gato para a Alice brincar, lápis de costureira, botões e bastidor. Comportada, hein?!


Depois de comprar os brinquedos da mamãe, fomos a Fao Schwarz comprar brinquedos para as minhas crianças. Enquanto elas deliravam na seção do Lego, Playmobill, Barbies e afins, fiquei encantada com prateleiras repletas de brinquedos com conceito D.I.Y, do it yourself, ou seja, faça em casa. Não trouxe, mas não vejo a hora da Alice crescer mais um pouquinho para nos divertimos assim!






sábado, 8 de março de 2014

Aula de Costura em New York City


Eu passo horas navegando por sites de escolas de costura pelo mundo. Tenho as minhas favoritas em São Paulo, na California, Lisboa, em Londres e em Nova Iorque. Vivo olhando os dias, horários e os projetos_ como se fosse possível me inscrever em uma das aulas a qualquer momento! Pura distração…

Quando marcamos as férias para NY, NY já me animei pensando na possibilidade de tornar meu sonho realidade. Assim, troquei uns e mails e marquei uma aula na Make Workshop.


A professora foi a Diana Rupp, novaiorquina descolada dona do estúdio. A Diana tem dois livros de crafts publicados. O de costura é bem grande, cheio de moldes legais. Eu realmente tinha vontade de conhece-la!


A primeira surpresa foi a localização do estúdio… totalmente fora do circuito turístico. Achei bacana conhecer uma área fora dos guias para estrangeiros. A sala ficava em um prédio bem alternativo, cheio de tipos malucos. Confesso que no elevador fiquei meio teeeensa!

Mas, lá dentro, tudo correu super bem. No Make tem aula de vários crafts: bijoux, bordado e até como fazer sapatos! O projeto escolhido por mim foi aprender a costurar uma t shirt. Fiquei empolgada porque quase não tenho experiência com malha e uma camiseta será sempre uma camiseta, algo prático e útil de saber fazer!

A Diana estava grávida de 8 meses. Foi muito atenciosa e gentil. Respondeu minhas 500 mil perguntas e deu dicas bem legais de costura! O esquema era aquele que eu gosto: kit com material para a aula incluído, molde para levar pra casa, máquinas novinhas! Saí de lá realizada e , no dia seguinte, já fui passear no Central Park vestida com a minha t shirt!


As fotos não estão 100% porque fiquei tímida e evitei levar a câmera maior (arrependimento!). Mas, mesmo assim, acho que vale o registro para vocês terem noção de como organizar nossos materiais de costura. O estúdio era MUITO SIMPLES, mas extremamente criativo!





E aqui estou eu, felizona, com minha camisetinha. Agradeço super às meninas do Garota Prendada, pois cheguei ao Make por meio deste post super bem escrito pela salve, salve Graziella Moretto, que eu já curtia como atriz e curto ainda mais como colega da costura. 


É isso, gente! Eu volto com mais dicas de costura pra vocês.

#ficaadica:
Make Workshop
195 Chrystie Street #402
New York City
infoinfo@makeworkshop.com

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

O que aconteceu com o Ateliê Basile?


Muita gente tem perguntado "o que houve com o Ateliê Basile". E nós realmente devemos uma explicação para vocês, leitoras antigas do blog, alunas que prestigiaram nosso espaço e seguidoras dos nossos cliques cor de rosa no Instagram!


 Bom, primeiro puxem uma cadeira e fiquem à vontade, afinal vocês já são de casa! O Ateliê surgiu aqui na internet como um blog. A ideia era criar um arquivo virtual das minhas costuras e compartilhar minhas experiências, avanços e dificuldades no mundo crafter. Até que em um belo dia depois de uma aula inspiradora acompanhada da Maíla, minha cunhada e companheira de aventuras artesanais, decidimos criar juntas um espaço físico para ensinar o que havíamos aprendido nós últimos anos.



Cuidamos de tudo com muito amor. Foram dois meses de sonhos em que visitamos lojas de tintas, papel de parede, móveis, revendedores de máquinas de costura, armarinhos. Fizemos farra em todos os momentos! Até mesmo subindo a ladeira da 25 de Março felizes, cheias de sacolas pesadas, lotadas de aviamentos para suprir nosso micro mini empreendimento.




Tudo foi feito em nome da diversão! E assim, saíram fornadas de cupcakes que foram servidos nas aulas, foram inventadas receitas de chás mirabolantes, bolos para adoçar a vida de quem passou pelo nosso mundo na QI 21 do Lago Sul.Os projetos eram todos pensados e repensados mil vezes. Eram dias bolando pilotos, planejando combinações de estampas, anotando dicas e formulando jeitos que facilitassem a vida das nossas alunas. Aliás, foram muitas, muitas, muitas alunas. E a cada aula era uma emoção, pois víamos muita gente entrar no ateliê desgostosa e sair, horas depois, com um big sorriso no rosto! O craft tem esse poder! A costura tem a capacidade de fazer alguém se sentir incrível! Amamos isso!



A dedicação foi gigantesca, mas sempre tivemos a certeza que o Ateliê deveria ser apenas um plano B nas nossas vidas! Desde o primeiro dia nos comprometemos que não deixaríamos nossas outras atividades. Mas, com o tempo, a exigência acabou sendo cada vez maior! E o dia só tem 24 horas e ficou impossível administrar!



Gostaríamos de agradecer a todas as fofas que fizeram parte desse capítulo da nossa história! Seguimos, nós duas, unidas no amor pela nossa família Basile e pelo craft. Prometo retomar os posts semanais aqui no blog com novidades para vocês, dicas e tutoriais. Estejam sempre por perto, tá? Porque a costura é essa lindeza que une e eleva a auto estima das pessoas!

Vida que segue! Let's go, girls!

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Lá vem a noiva....



Amamos o que fazemos! E amamos mais ainda participar de momentos especiais na vida das pessoas com as nossas costuras. Costurar para casamento então... hum! É demais! Dá até frio na barriga.... E quando a costura vai ser feita para levar as alianças? Ô responsabilidade!


Costuramos essas duas almofadinhas para carregar as alianças da Bruna e do Claudio. A história deles é linda e começou com uma medalha de Santo Antônio. A cerimônia foi na igreja Santo Antônio, em Brasília, e nos bem-casados lá estava o santinho!! A noiva é devota até embaixo d'agua!

Por isso não poderíamos deixar de costurar uma medalhinha aqui. Essa foi comprada em Padova, na Itália, e não tem valor financeiro, mas traz ótimas recordações e tinha tudo a ver com a ocasião! Estive na cidade em 2009 especialmente para agradecer ao santo casamenteiro e fiquei feliz de passá-la para frente em um momento tão especial para outro casal. 


Normalmente as alianças são levadas juntas em uma única almofada ou caixinha, mas decidimos fazer duas. Olha só que incrível: a noiva já tinha uma filha chamada Julia e o noivo também. Assim, as duas mocinhas Júlias entraram lindas e sorridentes na igreja (vestidos e óculos iguais!). Uma levava a aliança do pai e a outra da mãe.

As frases foram um pedido dos noivos que, como todos os românticos, são super fãs dos Beatles.